Em todas as estações a ilha da Madeira mantém-se coberta de um manto de flores surpreendente pela sua exuberância, forma e perfume. Neste jardim flutuante cresce uma variedade ínfima de flora: além da rica flora autóctone a ilha reúne hoje espécies botânicas de todo o mundo, para aqui trazidas ao longo dos séculos por marinheiros e colonos.

A vegetação espectacular estende-se do alto dos montes até à beira de água. A sua beleza pode ser apreciada em toda a ilha, mas de forma especial nos vários jardins públicos que agrupam muitas das plantas deslumbrantes que tão bem se dão no propício ambiente de estufa que a Madeira lhes oferece. O parque do Museu das Cruzes, por exemplo, dedica particular atenção à orquídea, cujas inúmeras variedades proporcionam um espectáculo inesquecível, com os seus maravilhosos botões, fascinantes na volúpia das suas cores e na elegância das suas formas. Matizes nunca vistos rivalizam em beleza nas feições mais exóticas.

Com origens distantes no Brasil, a orquídea adaptou-se com rara facilidade ao ambiente natural da ilha. Tendo começado por crescer como flor silvestre, é hoje cultivada em estufas. A sua majestade tornara-a rainha entre a luxuriante flora da Madeira.

Mas na ilha crescem muitas outras plantas igualmente lindas e raras, como o sofisticado antúrio, que pode ser admirado nos meses mais quentes, e a elegante estrelícia, que todo o ano dá a sua flor alaranjada.

Em Abril o Festival da Flor comporta exposições florais e ricas paradas em que desfilam as espécies mais preciosas e as mais singelas, num quadro de inesquecível colorido a não perder. Estes encantadores embaixadores da ilha encontram-se à venda em lojas da especialidade, quiosques de rua ou no colorido mercado de flores do Funchal. Embaladas com perícia as suas flores manter-se-ão bonitas por várias semanas. Em muitos jardins de cultivo até poderá escolher as flores ainda na terra, verificando assim pessoalmente a sua frescura e perfeição.

Uma lembrança deveras original: a beleza das flores da Madeira!